Triskle. Os 3 grandes estágios da natureza Feminina.

Triskle. Os 3 grandes estágios da natureza Feminina.

Triskle é um símbolo celta que representa as tríades da vida em eterno movimento e equilíbrio como o nascimento, vida e morte, o corpo, mente e espírito ou o céu, mar e terra que com o seu movimento se reúnem todos no 4º elemento, o Fogo.

No mundo feminino o Triskle, com suas três pontas, está associado ao fluxo das estações e por consequência representa a própria Deusa através das suas três faces: Donzela, Mãe e Anciã, consideradas a expressão máxima da Natureza e também relacionadas com 3 qualidades fortemente femininas: a intuição, a ternura e a beleza.


1. A Donzela Virgem e Guerreira - relacionada ao elemento fogo e geralmente representada nua, com seus cabelos longos e soltos em cima de um cavalo. Neste cenário o sol está a pino, representando o calor e abrindo caminhos. Neste estágio ela é independente, solta, livre, destemida e acima de tudo insubordinada.
2. A Deusa Mãe - representa a estação das águas, gesta a vida, gesta o saber, aprende a gestar confiança e dar a vida. Ela honra e confia no movimento das águas e através dela se pacifica. O coração é valente mas algo do mistério atravessa ela e assim o ímpeto da guerreira virgem cede espaço para a co-criação. O espaço dela se amplia, ela aprende a crescer e deixar crescer, assim como a natureza das marés: enquanto um cresce o outro cede. Expansão e contração. Ela sabe que água parada mofa. Seu choro é autorizado e ela se subordinou totalmente à Gaia . O sol neste período apenas aquece e ilumina, já é a tardinha.
3. A Deusa Anciã - sábia, guardiã dos grandes mistérios, dos portais sagrados e da noite. Ela que já viu tudo volta para o centro do círculo sagrado para passar seus ensinamentos àquelas que vieram depois. Caminha nua segurando um cajado e vestindo uma longa capa de imenso capuz.

Não que o feminino esteja reduzido a estas 3 fases. Na minha opinião faltaria pelo menos mais uma “Deusa” para o trio que seria a Deusa Menina ligada ao éter do sagrado e mais uma característica feminina inerente ao nosso útero: a IRA, subjugada, ignorada, pessimamente rotulada e discriminada pela sociedade. Sem a Ira não há amor pois ambas são as pontos extremos do mesmo fluxo infinito das polaridades.

De qualquer forma, na história fica muito clara a importância do Triskle para a religião da Deusa e sua presença em achados arqueológicos em terras celtas, da Irlanda à Europa Oriental, atesta sua ampla adoção pelos Antigos povos da nossa humanidade.

Exposição "Elas".

Exposição "Elas".

Os Ciclos da Vida (a teoria dos setênios).

Os Ciclos da Vida (a teoria dos setênios).